16 outubro 2005

16 de Outubro


Nossas reuniões acontecem neste local, na Avenida Sumaré, 1820. Próximo ao metrô Sumaré. Todos os domingos as 11:00hs.


Tema deste domingo foi: Vivemos sobre pressão ?

Iniciamos o estudo com a leitura do Salmo 46:1

Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente na angústia.

E seguida refletimos no texto de 1 Pedro 2:18-20

18 Vós, servos, sujeitai-vos com todo o temor ao senhor, não somente ao bom e humano, mas também ao mau;
19 porque é coisa agradável que alguém, por causa da consciência para com Deus, sofra agravos, padecendo injustamente.


Durante nossa caminhada, somos tentando em muitos aspectos. Somos tentados por dinheiro, pela inveja, e muitas outras que atacam o fundo da alma.

Davi leu a sua crônica semanal intitulada: Paredes da separação.

Em seguida lemos em no livro de Tiago 5:11

Eis que temos por bem-aventurados os que sofreram. Ouvistes qual foi a paciência de Jó e vistes o fim que o Senhor lhe deu; porque o Senhor é muito misericordioso e piedoso.

O texto principal do estudo foi em lido em Mateus 12:15-21

15 Jesus, sabendo isso, retirou-se dali, e acompanhou-o uma grande multidão de gente, e ele curou a todos.
16 E recomendava-lhes rigorosamente que o não descobrissem,
17 para que se cumprisse o que fora dito pelo profeta Isaías, que diz:
18 Eis aqui o meu servo que escolhi, o meu amado, em quem a minha alma se compraz; porei sobre ele o meu Espírito, e anunciará aos {ou às nações} gentios o juízo.
19 Não contenderá, nem clamará, nem alguém ouvirá pelas ruas a sua voz;
20 não esmagará a cana quebrada e não apagará a torcida que fumega, até que faça triunfar o juízo.
21 E, no seu nome, os gentios esperarão.


A igreja de Cristo não apagará a torcida que fumega, nem esmaga a cana quebrada. Se fazer isto, não é a Igreja de Cristo. Pode dizer ser a igreja de Cristo, mas não é. Aquela que diz ser não esmaga a cana quebrada nem apaga a torcida que fumega.

Quando cristo encontrava as pessoas elas não saiam de mãos vazias. A mulher adúltera, Jesus estendeu a mão. Ele não pisará a cana quebrada. Era muito fácil menosprezar a mulher adúltera, Cristo não fez.

O que é a torcida? É o pavio da vela. Existem dois tipos de pessoas, as que ao verem a vela se apagando vão e colocam a mão em forma de concha para ver se ela se anima e volta a queimar forte. Outro tipo de pessoa é aquela que quando vê a vela fraquinha ela vai lá e apaga por completo.

Em um âmbito espiritual cada um de nos é uma luz, e alguns de nos somos velas fraquinhas. Uma luz pequena se apagando e quando pensamos que alguém vem nos ajudar, vem alguém que apaga a luz. O verdadeiro cristão não apaga a torcida que fumega.
O ser humano pensa assim, quer apagar a luz do outro para a sua brilhar sozinha. Mas isso não é atitude de verdadeiro cristão.

Na vida espiritual quanto mais eu ajudar as luzes ao meu redor a se acenderem, mais e mais a minha luz vai brilhar. Uma outra visão de vida.

Existem pessoas poderosas que vivem em mansões, donos de impérios, arrogantes, pessoas confiantes de sim mesma, estes não são cana quebrada. A cana arrogante tem que encontrar o seu lugar isolado e altivo para todos verem.

Jesus não tinha boa vontade com as canas arrogantes, ele tinha boa vontade com as canas quebradas.
E bom a gente saber disto, porque as vezes temos a postura que ser cristão é sempre estar em paz com todo mundo, bonzinho com todo o mundo, mas Jesus não era bonzinho com todo mundo. Jesus era bonzinho com as canas quebradas. Jesus não era bonzinho com as pessoas que queriam apagar as luzes dos outros. Jesus era duro com essas pessoas.

Vamos perdoar? É fácil perdoar o homem arrogante, perdoar o líder, ser misericordioso com o altivo. Mas perdoar o humilde, perdoar o desgraçado, para isto tem que existir um certo estado de espírito. Ser bom com a cana quebrada é difícil.

E bom ficar ao lado da fogueira que esquenta, mas ninguém quer ficar do lado da torcida que fumega . Jesus optou pela cana quebrada, pela torcida que fumega.

Jesus não exalta o fariseu, e diz para o pecador que ele está perdido. Não !!! Mas faz ao contrario. Quando a mulher foi lavar os pés de Cristo, o dono da casa não era cana quebrada, pois era muito alto em seu orgulho religioso, mas a mulher pecadora era cana quebrada e Jesus teve compaixão por ela, e repreendeu o dono da casa.

Quem precisa ama muito. Jesus fez um ministério de inclusão, nunca excluiu o doente, o louco, o pobre, nunca pisou na cana quebrada, igual diz a profecia de Isaias.

Andar com Cristo é ser da inclusão é não da exclusão. Jesus exaltava os humildes, e, além disso, ia mais longe, ele humilhava os exaltados. Os que se exalta, são humilhados por Cristo. Ser cristão é andar no espírito de Cristo.

Para que podemos repercutir o Espírito de Cristo, temos que estar vazios de nos mesmos. Igual o violão, para ele ressoar para ele repercutir, tem que estar oco, vazio. Hoje a igreja evangélica está cheia de si mesma, e infelizmente não está ressoando o Espírito de Cristo.

O ministério de Cristo não é da condenação, é o ministério da misericórdia. O ministério da condenação é do diabo. Qual o ministério dos evangélicos seguidores de Cristo atualmente?

Ser cristão é ser do ministério da inclusão, e não da exclusão.

.

2 Comments:

Anonymous joão ali said...

isso. devemos animarmo-nos uns aos outros, pois de certa maneira somos todos canas quebradas.

joão

3:27 PM  
Anonymous Anônimo said...

Paz irmão.gostei muito do seu artigo sobre a cana quebradae a torcida que fumega. De uns tmpos pra cá tenho sentido essa necessidade de ser igual a Cristo, por que fazendo assim, me sinto um verdadeiro adorador. Mas eu não conseguia entender essa mensagem por completo, porém, agora a entendo. Graças a esse entendimento seu compartillhado. Muito obrigado e que Deus o abençoe.

1:13 PM  

Postar um comentário

<< Home